Produtividade da mandioca é tema de curso em Urucará interior do (AM)

Notícias

Voltado para agricultores familiares e profissionais de assistência técnica e extensão rural, a Embrapa Amazônia Ocidental promove no dia 09 de março, em Urucará (AM), o curso “Trio da produtividade e beneficiamento da mandioca”. O objetivo é orientar sobre a adoção de tecnologias que contribuam para o aumento da produtividade deste que é um dos principais alimentos da população do estado e também para a melhoria da qualidade do beneficiamento da raiz. As atividades serão realizadas na parte da manhã na sede da cooperativa Agrofrut e no período da tarde no auditório da Câmara de Vereadores do município.

Ministrado pelo pesquisador Miguel Costa Dias e pelo técnico Antônio Sabino Neto da Costa, o curso abrange informações desde o preparo da área para o plantio e fase pós-colheita. Um dos temas que será abordado é o trio da produtividade, que é uma técnica para aumentar a produção em uma área a partir da adoção de três práticas: a escolha das manivas-semente de qualidade, o plantio em espaçamento recomendado entre as plantas e o controle de espécies invasoras nos primeiros 150 dias do cultivo. Segundo o pesquisador Miguel Dias, o curso também vai abordar a melhoria nos processos de beneficiamento de produtos e subprodutos da mandioca, visando agregar valor ao produto e renda aos agricultores.

A realização do curso integra uma parceria entre a Embrapa e a Prefeitura de Urucará, estabelecida através do acordo de cooperação técnica e que tem gerado várias atividades de transferência de tecnologia. Entre as ações já desenvolvidas está a realização de diagnóstico de propriedades rurais, iniciada na comunidade Boa Esperança. Esses estudos servirão de base para a realização de um seminário no segundo semestre do ano, quando serão apresentados os resultados. Além disso, serão implantadas Unidades de Referência Tecnológica (URTs) das culturas de guaraná, banana, mandioca, leguminosas, café e açaí, além de uma para compostagem. Para tanto, a equipe da Embrapa se reuniu com a Secretaria de Produção do município, com e gerência do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas e com a cooperativa Agrofrut para a implantação dessas unidades. As URTs serão implantadas até o mês de maio e serão utilizadas para a capacitação de técnicos e agricultores, visando formar multiplicadores para apoio nas ações de transferência de tecnologia no município.

Fonte – Embrapa

Foto – Divulgação