Produtores da cidade de Careiro da Várzea no AM, devem aumentar em 20% a produção com a chegada de implementos agrícolas

Notícias

Na manhã da terça-feira, 24, o Fundo de Promoção e Erradicação da Pobreza(FPS), entregou na Comunidade do Curarizinho, no Careiro da Várzea implementos agrícolas para produtores da região. O fomento soma um investimento de R$ 74.600,00 e vai beneficiar 100 produtores associados. Materiais como 03 microtratores cultivadores agrícolas, carreta, triciclo motorizado, roçadeira frontal, roçadeiras manuais, pulverizadores costais e pulverizador mecanizado, irão facilitar o trabalho dos agricultores, já que eles moram em área de várzea e precisam desse apoio.

“O Curarizinho tem uma produção diversificada, por isso recebe apoio do Instituto de Desenvolvimento do Amazonas (Idam). Para a comunidade, trazemos sempre uma equipe multidisciplinar, desde engenheiro agrônomo até médico veterinário para auxiliá-los no manuseio correto dos produtos e animais”, explica o diretor-presidente do Idam, Luiz Herval.

Apesar de ser a primeira vez que a associação recebe investimento do governo, os produtores da região já se organizaram para o uso do maquinário. “Um fica com a produção de milho, outro fica com a mandioca, pepino, jerimu. Como a produção depende da enchente, vamos revezar em grupos no uso desses implementos para todos se beneficiarem”, afirma Francisco Muniz, presidente da associação. O escoamento da produção de milho-verde, macaxeira, hortaliça e até leite de gado seguem para Manaus e Iranduba.

Área de várzea – Visto como um avanço no setor primário, os mais de 500 moradores do Curarizinho só têm a ganhar com o maquinário. “Esse povo que vive na área de várzea de maneira sacrificada, que tem uma renda menor, agora vai poder gerar renda aqui no local onde vivem. Cerca de 80% aqui, plantam e criam. Isso vai ajudar a diminuir o êxodo rural e aumentar a qualidade de vida desse povo”, diz Ramiro Gonçalves, prefeito do Careiro da Várzea.

Infraestrutura e produção rural – A Secretaria de Produção Rural do Estado (Sepror) informou também que serão destinados R$ 72 milhões para aquisição de mais de 60 mil equipamentos como tratores agrícolas, geradores de eletricidade, kit de casa de farinha e veículos destinados a escoamento da produção.

“A licitação já foi feita e está em período de homologação e isso vai alavancar e fomentar o setor primário”, explica Robson Almeida, assessor da Sepror. Com esse apoio, cerca de 40 mil famílias serão beneficiadas até julho deste ano.

Fonte – Secom

Deixe uma resposta