Produtores rurais e técnicos em Manacapuru (AM), recebem a semana que vem cursos ministrados pela Embrapa

Notícias

Entre os dias 22 e 25, a Embrapa Amazônia Ocidental promove quatro capacitações para agricultores e profissionais de assistência técnica e extensão rural no município de Manacapuru (AM). Nos quatro cursos serão abordados as cadeias produtivas de frango caipira, tambaqui, maracujá e mandioca e a organização é feita em conjunto com a Prefeitura de Manacapuru, a partir de um convênio de cooperação técnica firmado entre a administração municipal e Embrapa, visando o desenvolvimento do setor primário na região. Mais informações e inscrições podem ser feitas pelos telefones (92) 991985220/992106167.

No dia 22, será ministrado o curso “Produção de Frango Caipira”, que terá com instrutores os pesquisadores da Embrapa Antônio Izel e Roger Crescêncio. Entre os objetivos do curso está a apresentação de tecnologias disponíveis para melhorar a produção de frango caipira, contribuindo para uma maior produtividade e aumento da renda dos agricultores. No conteúdo do curso serão repassadas informações como as linhagens genéticas mais adaptadas à região, as instalações necessárias na propriedade, manejo de criação, manejo sanitário, nutrição e avaliação zootécnica, entre outros temas. O curso será realizado no Paraíso D’Angelo, das 8h às 17h.

Já no dia 23, será oferecido o curso “Criação de Tambaqui em Tanque Escavado”, que também será ministrado pelos pesquisadores da Embrapa Antônio Izel e Roger Crescêncio. De acordo com os instrutores a produção de tambaqui, carro chefe da piscicultura regional, já se firmou como uma cadeia produtiva altamente rentável que vem crescendo ano a ano. Entretanto, como toda cultura, deve ser conduzida de forma profissional, utilizando-se as técnicas corretas desde o recebimento dos alevinos até a despesca e comercialização. Nesse sentido, o conteúdo do curso vai apresentar temas como construção de viveiros, transporte e recepção de alevinos, recria e engorda, manejo alimentar e nutrição, qualidade da água, sanidade, despesca, comercialização /industrialização. As atividades serão realizadas na sede da comunidade Cipóal. Esse curso integra também o projeto Peixe Pro, financiado pelo Fundo Amazônia, por meio de recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES)

Outra cultura que será enfocado na semana é a do maracujá, com o curso “Boas Práticas para o Cultivo do Maracujá”, que será realizado no dia 24, na Igreja São Francisco, na localidade de Arapapa. Ministrado pelos pesquisadores Marcos Vinicius Garcia e Murilo Rodrigues de Arruda, a capacitação vai abranger questões desde a escolha das mudas e de cultivares para o plantio, o manejo de pragas e doenças, adubação do solo e o manejo das plantas, entre outros.

Para finalizar a programação, no dia 25 o pesquisador Inocêncio Junior de Oliveira ministra o curso “Trio da Produtividade da Mandioca”, na sede da comunidade Vai Quem Quer. Mesmo sendo um dos alimentos base da dieta da população do Amazonas, a produtividade da mandioca é muito baixa no estado, principalmente pela pouca utilização de tecnologias pelos agricultores. Uma técnica para aumentar a produtividade dos plantios de mandioca é a do Trio da Produtividade, que consiste na seleção das manivas, no espaçamento adequado e no controle de invasoras nos primeiros 150 dias do plantio. Outro procedimento é a melhoria no processo de beneficiamento de produtos e subprodutos da mandioca que visa agregar valor ao produto e renda aos agricultores.

 

Fonte – Embrapa

Foto – Divulgação