Programa de Correção do Solo vai atender 400 produtores rurais, em Palmas

Notícias

O Programa de Correção do Solo da Secretaria de Desenvolvimento Rural (Seder), em convênio com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), irá atender cerca de 400 produtores rurais com a distribuição de mais de 2 mil toneladas de calcário, atendendo um total de 650 hectares.

Lançado no mês de abril em Buritirana, o programa teve 479 produtores cadastrados, sendo que até o momento 368 estão aptos a receber o calcário em suas propriedades.

O cadastramento dos produtores rurais ocorreu nos meses de julho a agosto. A seleção dos beneficiários passou por vários critérios dentre eles, morar na propriedade, ter 80% da renda proveniente de ganhos com a produção agrícola e um rendimento familiar inferior a 2,5 salários mínimos.

A distribuição e a incorporação do calcário são somente aos produtores que não possuem máquinas e equipamentos de transporte e aplicação de calcário. “O programa permite incorporar o calcário até o mês de abril do ano que vem, mas para o plantio desse ano devemos começar a incorporar imediatamente”, disse o diretor de Assistência Técnica da Seder, Bonfim dos Santos Reis.

O calcário é transportado de Natividade -TO para os pontos de distribuição nas cinco macrorregiões, sendo elas, a região de Taquaruçu Grande, de São Silvestre, de São João, do Jaú e de Buritirana.

O programa de Correção do Solo atende também diretamente o produtor rural, por meio de convênio com o município, no qual o produtor compra o calcário e a Seder doa o frete. Até o momento já foram transportados 929 toneladas de calcário para cerca de 60 produtores rurais.

Para participar deste programa é necessário que o produtor tenha análise do solo, recomendação técnica e o projeto produtivo elaborado pela equipe técnica da Seder. Este programa permite que o produtor rural pague somente a metade do valor da análise do solo, que hoje é de R$ 45,00 e o transporte do calcário é doado pelo município. Atualmente, o valor do frete varia de R$1200 a R$ 1500, dependendo da região e do preço do óleo diesel.

 

Fonte – Prefeitura de Palmas

Deixe uma resposta