Proposta estabelece a semana do Feijão e Arroz

Notícias

O Projeto de Lei 10867/18 institui a Semana Nacional do Feijão e Arroz. O evento será comemorado a partir do dia de 16 de outubro de cada ano. A data é a mesma do Dia Mundial da Alimentação (também 16/10), que celebra a criação da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), em 1945.

O objetivo do projeto é ajudar na promoção e aumento do consumo destes alimentos tão fundamentais para a saúde do brasileiro e para a garantia de renda dos produtores e demais elos da cadeia produtiva.

Pela proposta, do deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), durante a semana serão promovidas ações de conscientização, em especial para crianças, sobre a importância desses dois alimentos. ” E informar constantemente a população brasileira da importância deles para a manutenção da saúde”, afirma o parlamentar.

O texto também torna obrigatória a inclusão de feijão e arroz nas refeições escolares, custeadas com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae – Lei 11.947/09). O programa oferece alimentação escolar e ações de educação alimentar e nutricional a estudantes de todas as etapas da educação básica pública.

Segundo Goergen, é salutar reforçar a importância desses alimentos na legislação que orienta a alimentação escolar das crianças e adolescentes. “Em especial para as famílias que ainda enfrentam insegurança alimentar nos rincões do Brasil.”

O deputado gaúcho afirmou ainda que arroz e feijão são importantes cadeias produtivas do agronegócio brasileiro.

A redução no consumo do arroz e feijão e o alto consumo de alimentos industrializados podem ser apontados como as principais causas do aumento da obesidade infantil. O projeto tem o intuito de orientar a prática e o resgate de uma alimentação barata e saudável.

Combinação saudável

O consumo do prato tipicamente brasileiro arroz e feijão juntos, traz mais benefícios à saúde do que quando ingeridos separadamente. Apesar de ser uma rica fonte proteica, o feijão guarda certa desvantagem isoladamente, pois o organismo não consegue digerir todas as proteínas que ele oferece. Porém, quando o alimento é consumido com outro cereal, como o arroz, o organismo consegue fazer a digestão de todas as vitaminas e proteínas.

Tramitação

A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Educação; de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte – Agência Câmara

Edição – Coopnews

Foto – Divulgação