Secretaria de Pesca entrega 108 mil alevinos de tambaqui a produtores da Região Metropolitana de Manaus

Notícias

Na manhã da sexta-feira (27/04), a Secretaria de Pesca e Aquicultura (Sepa), fez a entrega de 108 mil alevinos de tambaqui, beneficiando 35 produtores da Região Metropolitana de Manaus: área rural de Manaus, Iranduba, Presidente Figueiredo, Itacoatiara e também de Maués.

A entrega foi feita na unidade local do Idam em Manaus, na barreira da BR-174 e faz parte do Programa de Consolidação da Cadeia Produtiva da Piscicultura, visando o incentivo aos produtores familiares.

“Faz parte da política do Governo do Estado atender aos piscicultores familiares para subsidiar a alimentação e o excedente para a geração de renda familiar através da piscicultura” afirmou Renilton Renilton Solarth coordenador do Centro de Treinamento, Tecnologia e Produção de Aquicultura (CTTPA/Balbina).

Entre janeiro e abril, a Sepa/Sepror já distribuiu 6 milhões de pós-larvas e 1 milhão de alevinos de tambaqui, matrinxã e pirapitinga. A estimativa é que até o fim do ano, sejam distribuídos 6 milhões de alevinos e 20 milhões de pós-larvas.

Acompanhamento – Além dessa distribuição, o Governo do Amazonas, por meio do Sistema Sepror, faz o acompanhamento de todo o processo até a comercialização. “Além das entregas, o governo oferece assistência técnica por meio do Idam (Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas), e juntos acompanhamos da distribuição, engorda até a comercialização”, enfatizou o secretário de Pesca e Aquicultura da Sepa/Sepror, Geraldo Bernardino.

O produtor José Olímpio possui uma criação de pirarucu em Iranduba e pretende iniciar a produção de tambaquis com os 2 mil alevinos que recebeu na manhã de hoje. “É muito bom ter esse apoio da Sepror. Estou há apenas dois anos criando peixes e pretendo migrar para a criação de tambaquis por ter mais vantagem comercial. Você abre a boca dizendo que tem tambaqui e já tem gente querendo comprar”, brincou o criador.

Cadeia Produtiva da piscicultura – Dentro das políticas públicas da pesca e aquicultura, foram revitalizadas 05 Unidades de Produção de Alevinos (UPA), contabilizando 10 unidades em funcionamento, possibilitando a distribuição de 500 mil alevinos para as calhas dos rios: Purus, Juruá, Madeira e Médio Rio Negro, garantindo a segurança alimentar no período de escassez de peixes e projetando a recuperação de mais 6 unidades para garantir a sustentabilidade e a descentralização da produção de pescado.

Mais de dois mil piscicultores foram atendidos pela Sepa em 2017, e a produção da piscicultura atingiu 23 mil toneladas. A estimativa de produção para este ano é de 25 mil toneladas.

Fonte – Secom

Deixe uma resposta