Setor Primário ganha impulso com ações do governo na Região Metropolitana de Manaus

Notícias

Ações e investimentos para o setor primário foram anunciados nesta quinta-feira (16/05), durante a visita de uma comitiva do Governo do Amazonas a Iranduba, Manacapuru e Novo Airão, na Região Metropolitana de Manaus, com o objetivo de impulsionar o segmento, promovendo inaugurações, autorizações e vistorias de obras, além de anúncios importantes para levar desenvolvimento ao interior do estado.

O pacote de investimentos do Governo do Estado, da ordem de R$ 800 milhões, tem alcançado vários municípios com a retomada e continuidade das obras de infraestrutura. Os investimentos vão impulsionar o setor primário nos municípios, já que as vias são importantes para escoamento da produção.

Na visita aos municípios da Região Metropolitana, o governador Wilson Lima vistoriou a construção de uma galeria de concreto no Km 70 da AM-070, visitou as obras de duplicação da rodovia, e assinou o termo para início dos trabalhos na Estrada do Caldeirão (AM-070), em Iranduba. A obra, que tem investimentos de R$ 3.630.128,87 para serviços de manutenção, conservação e recuperação dos 11 quilômetros de ramal, deve ser entregue em três meses. Na ocasião, o governador reforçou o compromisso de desenvolver o interior.

“A riqueza se concentrou na capital. Nesse governo, o homem do interior será valorizado. Nossos irmãos do interior precisam ter as mesmas oportunidades do homem da capital: ruas pavimentadas, vicinais recuperadas, energia elétrica, comunicação e, sobretudo, geração de emprego e renda. Quem está no interior só precisa de uma oportunidade, e esse governo está trabalhando para dar essa oportunidade”, enfatizou Wilson Lima.

Produção do Caldeirão – A obra vai beneficiar famílias que dependem da Estrada do Caldeirão para escoar a produção. De acordo com o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), na vicinal da AM-070 há mais de 400 produtores que cultivam hortaliças (pimentão, pimenta de cheiro); fruticultura (limão, laranja, maracujá e banana); e criação de animais de pequeno porte, como galinha de corte.

Uma dessas famílias é a do agricultor Francisco Almeida, que mora no ramal há quase 50 anos. “Hoje a situação está péssima. A estrada está toda esburacada, pior que uma estrada de barro, e toda a produção sai por aqui. Vai melhorar muito. Com uma buraqueira assim, não tem condições do povo escoar sua produção”, disse o produtor rural.

Fábrica de açaí – A comitiva do Governo, que contou com o secretário de Estado da Produção Rural (Sepror), Petrucio Magalhães Júnior, participou da reinauguração da fábrica de açaí FruitBom, no Km 78 da rodovia AM-078. A empresa existe no local há 15 anos, mas passou por reforma e ampliação, e hoje tem capacidade para produção de cerca de 1 milhão de toneladas de açaí por ano.

Segundo o proprietário, Ocimar Souza Cruz, a fábrica está preparada para cobrir mercado nacional e internacional, com certificações importantes e tecnologia.

“Hoje atendemos países como Alemanha, Rússia, Colômbia, Estados Unidos e Portugal, além do Emirado de Dubai. Também fizemos investimentos há três anos, com a aquisição de flutuantes para que o produtor não tenha custo nenhum com o transporte até a nossa agroindústria”, garantiu ele.

De acordo com a Sepror, a agroindústria é importante para reforçar a cadeia produtiva do açaí no Estado. Manacapuru é o maior polo produtor, com sete indústrias, de um total de 27 agroindústrias que processam o fruto no Estado, reunindo aproximadamente 13 mil agricultores familiares e produtores rurais que atuam na cadeia produtiva.

Petrucio Magalhães Jr. destacou a confiança que os empreendedores têm no Estado. “Esse é o exemplo de empreendedor que acredita no Estado, que tem confiança no governo e que está gerando novos empregos, comprando do extrativista e de quem está plantando o açaí”, afirmou o titular da Sepror.

A Sepror auxilia as agroindústrias do Amazonas com a elaboração de projetos de engenharia e implantação, legalização ambiental (em conjunto com o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas – Ipaam) e a legalização sanitária para o registro do Ministério da Agricultura.

Acompanharam o governador na visita à RMM os secretários de Infraestrutura, Carlos Henrique Lima; de Produção Rural, Petrúcio Magalhães Júnior; o deputado Dr. Gomes, líder do Governo na Assembleia Legislativa; e o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Danízio Valente Gonçalves Neto.

 

Fonte – Secom

Foto – Divulgação