Sustentabilidade foi tema de seminário que contou com participação da Sepror

Notícias

A convite da Rede de Soluções para Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (SDSN) e da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), o secretário estadual de Produção Rural, Petrucio Magalhães Júnior, participou do Seminário Amazônia Legal Brasileira, onde foram discutidas pautas em busca de alternativas de desenvolvimento sustentável para o Amazonas em parceria com o Centro Agronômico Tropical de Investigação e Ensino (Catie) da Costa Rica.

O seminário tem como objetivo principal fomentar o intercâmbio das práticas de desenvolvimento sustentável implementada na Costa Rica com as instituições governamentais, institutos de pesquisas e Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

O encontro contou com a participação de uma comitiva, representada por Mudammed Ibrahim, diretor geral do Catie, que trouxe conhecimento científico necessário para trocar ideias e para firmar parcerias que trarão desenvolvimento para o Setor.

“O modelo que foi implantado na Costa Rica de desenvolvimento sustentável, ele pode ser perfeitamente aplicado em Manaus e nos mesmos moldes que foi implantado lá, já que existe uma semelhança entre as duas cidades. Nós queremos trazer nosso conhecimento em produção sustentável, e vai ser de primordial importância, mesmo porque o Catie não tinha atuação na Amazônia brasileira, ainda”, disse Ibrahim.

Em sua palestra, Petrucio apresentou algumas políticas que já estão sendo desenvolvidas pelo Sistema Sepror, em busca de alternativas para um novo polo de desenvolvimento econômico para o Amazonas, e de forma sustentável.

“Estamos priorizando 21 cadeias produtivas que receberão apoio prioritário do Governo do Amazonas e também criando grupos de trabalho que darão celeridade a esses projeto. É possível avançar na produção de várias cadeias produtivas, com a conclusão do Zoneamento Econômico Ecológico (ZEE) e com a implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR), por exemplo”, lembrou Petrucio.

Ao final do seminário, foi assinado um Termo de Cooperação entre a FAS e o Catie firmando a parceria.

 

Fonte – Secom

Foto – Divulgação