Unidade da Conab em Rio Branco no Acre obtém milho para venda a pequenos criadores

Notícias

O armazém da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em Rio Branco começou a receber, esta semana, mais 196 toneladas de milho em atendimento ao Programa de Vendas em Balcão (ProVB). No final das remessas, serão entregues mais de 800 toneladas do grão na unidade.

O milho é disponibilizado para venda a preço de atacado. No Acre, a saca de 60kg está sendo comercializada a R$ 42,00. O objetivo é disponibilizar o grão aos pequenos criadores de animais que utilizam o produto para complementar a ração de seus plantéis. O envio teve início no dia 11 de fevereiro e, até o momento, 350 t do produto já estão disponíveis na Unidade Armazenadora do estado. O restante, cerca de 270 t, deverá seguir nas próximas semanas.

Em 2018, o ProVB comercializou 2.400 t do produto em benefício de mais de 1.200 pequenos criadores de animais. Os municípios atendidos foram Acrelândia, Bujari, Brasileia, Capixaba, Feijó, Manoel Urbano, Plácido de Castro, Porto Acre, Rio Branco, Sena Madureira, Senador Guiomard, Tarauacá e Xapuri.

O ProVB é um programa executado pela Conab e tem como objetivo permitir que criadores e agroindústrias de pequeno porte tenham acesso aos estoques oficiais do governo, por meio da venda realizada diretamente nos balcões da Conab. Os preços são compatíveis com os dos mercados atacadistas locais. Cada criador pode comprar até 10 t de milho por mês. Podem participar criadores de pequeno porte de aves, suínos, bovinos, caprinos e ovinos, entre outros.

Para participar do ProVB, é necessário fazer um registro prévio no Sistema de Cadastro Nacional de Produtores Rurais (Sican). A seguir, o criador pode ir à UA da Conab, levando copia do RG e CPF, além de comprovante da identificação, endereço e qualificação de suas atividades e escala de produção/consumo.

A Conab aceita documentos de outros órgãos de extensão rural ou das entidades de classe pertinente. No caso dos criadores de bovinos, também é necessária a apresentação de comprovante de vacinação do rebanho contra a febre aftosa. O pagamento é realizado à vista, via Guia de Recolhimento da União (GRU).

 

Fonte – Conab

Foto – Divulgação