Sebrae e CNDL querem fortalecer parcerias para beneficiar setor varejista

Notícias

O Sebrae e a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) pretendem fortalecer ainda mais as parcerias para beneficiar o segmento do varejo no país. As duas instituições já firmaram este ano acordo para o desenvolvimento do projeto Políticas Públicas 4.0, que tem como finalidade o fortalecimento das lideranças do setor para atuarem como protagonistas no processo de elaboração e articulação de propostas para a melhoria do ambiente de negócios. Isso está sendo realizado por meio de ações de mobilização empresarial e disseminação de estudos e pesquisas sobre o setor de comércio e serviços.

A parceria foi confirmada pelos presidentes do Sebrae, Carlos Melles, e da CNDL, José César da Costa, nesta quarta-feira (27), durante a confraternização dos dirigentes lojistas, realizado em Brasília. “Jamais podemos deixar de atuar com aqueles que estão atrás do balcão ajudando a fazer o Brasil crescer”, afirmou Melles, se referindo aos comerciantes varejistas. “Eles são evangelizadores, pois são quem têm maior contato com a população no interior do país e fazem as coisas acontecerem”, acrescentou o presidente do Sebrae. O projeto Políticas Públicas é uma iniciativa que dá continuidade ao Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo (PNDV), firmado pelo Sebrae e a CNDL em 2016.

O presidente da CNDL, José César da Costa, elogiou a atuação do Sebrae junto aos comerciantes varejistas em todo o país. “Vamos fortalecer essa parceria ainda mais”, ressaltou o dirigente, observando que o trabalho será focado em políticas públicas. Costa ressaltou que o momento é propício para o setor, principalmente pelas medidas adotadas pelo governo, como a Medida Provisória Verde e Amarelo, que mudou algumas regras trabalhistas para beneficiar o ambiente de negócios no Brasil. “A máquina pública ao invés de destravar, muitas vezes atrapalhava os negócios”, observou o secretário da Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho, que também participou do evento, se referindo à burocracia estatal.

O setor de comércio e serviços é formado essencialmente por micro e pequenas empresas, que representam a imensa maioria das empresas do setor. O Sistema CNDL reflete essa realidade nas mais de 450 mil empresas associadas, que buscam representatividade institucional às suas demandas, além de ações para o fortalecimento das lideranças e melhoria do ambiente de negócios. Historicamente, a realização de ações conjuntas entre o Sistema CNDL e o Sebrae Nacional é uma forma consistente de gerar benefícios aos micro e pequenos negócios varejistas de todo o país. Seja na modalidade de patrocínio, apoio institucional ou por meio de convênio técnico-financeiro, a relação das entidades sempre apresentou resultados positivos.

Fonte – Sebrae

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta