Ministro do Turismo participa de seminário sobre lei Aldir Blanc

Turismo

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, participou nesta quarta-feira (23.09) de seminário virtual, promovido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), sobre a Lei Aldir Blanc. O evento, que acontece entre hoje e amanhã (24.09), tem o objetivo de ampliar a divulgação de informações sobre a implementação da iniciativa no estado mineiro. Além de Álvaro Antônio, que está em home office após diagnóstico de Covid-19, estiveram presentes o secretário estadual de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira; o presidente da ALMG, deputado Agostinho Patrus Filho e demais deputados.

“A Aldir Blanc foi uma importante ação do governo federal para atender o setor cultural, fortemente afetado pela pandemia. Mas, ainda precisamos propagar estas informações para um maior número de municípios, já que menos de 20% deles cadastraram seus planos de ações na plataforma +Brasil. Precisamos fazer com isso chegue à todas as cidades e que possamos atender todos os artistas brasileiros”, alertou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

O Ministério do Turismo atingiu, na noite desta terça-feira (22.09), a marca dos R$ 2 bilhões em repasses para apoiar a cultura de estados e municípios. Até o momento, 25 estados e 905 municípios brasileiros receberam o recurso do governo federal. O montante enviado para os estados chega a R$ 1.446.887.417,76, enquanto que para os municípios registra R$ 556.114.916,55.

No caso de Minas Gerais, já estão na conta do governo do estado o total de R$ 135,7 milhões. Outros 92 municípios mineiros foram contemplados com cerca de R$ 50 milhões. “O recurso da lei Aldir Blanc precisa ser pleiteado pelos estados e municípios, que devem se cadastrar na Plataforma +Brasil”, lembrou o ministro.

Os estados e municípios, que ainda não enviaram seus planos de ações, têm até o dia 16 de outubro para encaminhar as informações solicitadas ao Ministério do Turismo. Ao todo, 1.845 planos já foram aprovados e outros 1.562 estão em processo de complementação, em cadastro ou em análise.

 

 

Fonte – Mtur

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta