Gestores podem confirmar participação no 7º Encontro Brasileiro das Cidades Históricas

Turismo

Trabalhar a governança do turismo nas cidades brasileiras reconhecidas como Patrimônio Mundial, promover a gestão sustentável e a utilização do patrimônio como atrativo de riquezas e de desenvolvimento. Com esse objetivo, os gestores podem participar do 7º Encontro Brasileiro das Cidades Históricas, Turísticas e Patrimônio Mundial, que será realizado em modalidade híbrida, em Salvador (BA), entre os dias 10 e 12 de dezembro. As inscrições estão abertas e podem ser feitas no hotsite do evento. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) e União dos Municípios da Bahia (UPB) apoiam o evento.

O Turismo, Patrimônio e Sustentabilidade: caminhos para o futuro foi o tema escolhido para este ano e a programação do evento ocorre nos formatos virtual e presencial. A escolha dessa abordagem e do formato tem relação com o atual momento de crise causado pelo novo coronavírus, que afetou significativamente a gestão municipal. Na programação presencial, os gestores municipais em final de mandato e os eleitos serão recebidos em ambiente adequado aos protocolos de segurança adotados pela cidade anfitriã. Já a parte virtual ocorre com transmissão ao vivo.

A programação do encontro prevê abordagem de eixos temáticos voltados ao Patrimônio, Turismo e Sustentabilidade como norteadores das discussões. Além disso, os avanços da Política Nacional de Gestão Turística do Patrimônio Mundial, formalizada pelo Decreto 9.763/2020 que dispõe sobre a Política Nacional de Turismo, também estará em pauta. A norma estabelece o desenvolvimento, bem como ordena e promove os segmentos turísticos relacionados ao Patrimônio Mundial Cultural e Natural do Brasil.

Alternativa

O turismo é uma bandeira defendida pela CNM no período pós-pandemia para a recuperação da economia. Entretanto, para que as ações sejam eficazes, existe a necessidade de compreender a dinâmica das localidades, construir estratégias de governança adequadas, envolver a comunidade e a iniciativa privada e divulgar os destinos de forma criativa e diferenciada.

Escolhida para a realização do evento, a cidade de Salvador teve seu centro histórico reconhecido como Patrimônio da Mundial pela Unesco em 1995. A capital baiana tem conservado numerosos edifícios renascentistas de qualidade excepcional e se destaca por suas iniciativas exitosas na captação de investimentos e priorização de ações de recuperação e utilização do Patrimônio como vetor de desenvolvimento para o Turismo.

As cidades brasileiras detentoras de patrimônios culturais e naturais, repletas de tradições pungentes e de natureza exuberante, revelam a construção de uma nação plural. Também são espaços privilegiados onde é possível vivenciar toda a riqueza do Brasil. Essas características atraem e acolhem visitantes de todo o país e do exterior.

“O turismo desempenha papel de destaque na dinamização econômica de uma localidade e do patrimônio tanto natural quanto cultural, fundamentais nessa construção. Os Municípios com esse perfil têm mais possibilidades de geração de riquezas, trabalho e renda a partir da utilização, de forma ordenada, dos seus atrativos”, considera a turismóloga Marta Feitosa, responsável pela área técnica de Turismo da CNM.

Confira a programação preliminar no site

 

 

Fonte – CNM

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta