Festas de fim de ano movimentam mais de 4 milhões de viajantes no país

Turismo

As festas de Natal e Ano Novo movimentarão milhões de pessoas pelos aeroportos do país. Segundo estimativa realizada pelo Ministério do Turismo, mais de 4,3 milhões devem viajar pelo Brasil no período que compreende a última sexta-feira (18.12) até o próximo dia 4 de janeiro de 2021. Entre os terminais aeroportuários que terão mais movimento estão o de Brasília (DF) e o de Viracopos (SP), com 565 mil e 528 mil passageiros, respectivamente.

Entre as regiões mais buscadas pelos viajantes para o fim de ano, segundo um levantamento do site MaxMilhas, está o Nordeste. Seis capitais da região: Recife (PE), Fortaleza (CE), Salvador (BA), João Pessoa (PB), Natal (RN) e Maceió (AL) apareceram entre as dez primeiras da lista. Liderando o ranking estão São Paulo (SP) e o Rio de Janeiro (RJ), que apresentam maior movimentação.

As festividades do final do ano, junto com o mês de dezembro, vêm para marcar um cenário de recuperação do setor aéreo que sofreu perdas significativas nos últimos meses. De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), há uma projeção de retomada de 80% da capacidade doméstica na comparação com dezembro de 2019.

O Ministério do Turismo recomenda uma série de medidas para uma viagem segura. Por meio do selo “Turismo Responsável”, iniciativa que estabelece boas práticas de biossegurança para 15 atividades do setor. A iniciativa estabelece protocolos específicos para a prevenção da Covid-19 e busca auxiliar na retomada segura das atividades do setor tanto para turistas quanto para trabalhadores. O selo está disponível para meios de hospedagem, parques temáticos, restaurantes, cafeterias, bares, centros de convenções, feiras, exposições, guias de turismo, dentre outros e pode ser obtido de maneira rápida e segura pelo site.

Em maio, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) também implementaram medidas voltadas às empresas aéreas e aeroportos. Além do permanente uso de máscaras por passageiros e funcionários, do distanciamento de dois metros entre pessoas e da higienização de terminais e aeronaves, são indicadas a utilização de EPI (Equipamentos de Proteção Individual) por trabalhadores, conforme a situação; o incentivo a campanhas de comunicação e a divulgação de avisos sonoros, entre outras ações.

Amazonas

No período de 18 de dezembro e 4 de janeiro de 2021, o movimento no Aeroporto Eduardo Gomes, em Manaus (AM), deve chegar a 117,06 mil passageiros.

O número representa queda de 31% em relação aos 169,75 mil viajantes contabilizados de 20 de dezembro de 2019 a 6 de janeiro deste ano. Durante a alta temporada, o terminal manauara também deve receber 977 aeronaves, entre pousos e decolagens, o que significa 403 operações a menos que no mesmo período do ano anterior.

Apesar da queda, muita gente já está de malas prontas para as férias e só regressa em janeiro de 2020 – é o que revelam várias pesquisas sobre o interesse das pessoas em viajar, principalmente após a liberação das viagens e dos aeroportos com todas as recomendações e a adoção das medidas de segurança.

Os aeroportos administrados pela Infraero com voos comerciais regulares respondem por 29% da circulação de passageiros e aeronaves no País.

O Aeroporto Internacional Eduardo Gomes é o terceiro em movimentação de cargas do Brasil, por onde passa a demanda de importação e exportação do Pólo Industrial de Manaus.

TERMINAIS RODOVIÁRIOS – As rodoviárias do país também terão a movimentação de milhares de pessoas. No Rio de Janeiro (RJ), mais de 335 mil passageiros embarcarão ou desembarcarão na capital carioca. Já em São Paulo (SP), os terminais de Tietê, Barra Funda e Jabaquara receberão 480 mil. Em Belo Horizonte (MG), serão 320 mil pessoas. Na região Centro-Oeste, a rodoviária da capital do Brasil terá a movimentação de57,6 mil e Campo Grande (MS) 40,5 mil. No Nordeste, Fortaleza e Natal receberão 28 mil e 40 mil, respetivamente. Em Porto Alegre, são esperadas 20 mil pessoas para o período.

A previsão é que 25 mil pessoas devem sair da cidade pela rodoviária de Manaus – as empresas estão operando os ônibus com 50% da capacidade.

 

Fonte – Mtur/Cieam

Edição – Coopnews

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta