Em Tonantis: Jornada Pedagógica reúne educadores da Rede Municipal e Estadual de Ensino

Variedades

Valorizar, capacitar e motivar os profissionais da educação para o ensino. Foi com esse objetivo que a Prefeitura Municipal de Tonantins, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, realizou a “Jornada Pedagógica 2020” para professores da Rede Municipal e Estadual de Ensino.

O evento aconteceu nos dias 3,4 e 5 de março, com a temática BNCC e o Chão da Escola, e mobilizou todos os educadores da rede de ensino, entre professores e pedagogos, com a participação dos munícipios de Amaturá, São Paulo de Olivença e Santo Antônio do Içá.

O prefeito de Tonantins destacou a oportunidade de o município reunir os educadores para a realização da jornada de atualização e qualificação de todo o corpo da rede municipal e estadual de ensino.

“Sempre vamos buscar parcerias para ampliar a qualidade da educação. Todos esses profissionais merecem a justa atenção e a nossa meta é melhorar e valorizar os professores da rede, pois trabalhamos para uma educação de qualidade com unidades de ensinos modernas e confortáveis para nossos alunos e educadores, equipamentos de apoio modernos, capacitação e eficiência. Tudo isso nos coloca como município modelo e de referência para outras cidades a partir de agora. Isso nós deixa muito satisfeito, saber que temos uma educação de qualidade em, nossa cidade”, declarou Curica.

O Secretário Municipal de Educação e Cultura de Tonantins, Edelson Penaforth Pinto demonstrou estar muito feliz, pois o evento atingiu todos os objetivos propostos.

“Com apoio da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino do Amazonas – SEDUC, através do Cepan, Centro de Formação Padre Anchieta, Tonantins convidou os municípios vizinhos para participarem deste grande estudo e com palestrantes renomados regional e nacionalmente. Foram três dias de estudos muito intenso a cerca da BNCC – Base Nacional Comum Curricular, RCA – Referencial Curricular Amazonense. A partir de agora, o município de Tonantins se torna referencia no Estado do Amazonas, no que tange a implementação referencial curricular Amazonense, da base nacional comum curricular, que é a BNCC. Nós fechamos esse ciclo muito felizes, e com o espirito do dever cumprido”, disse emocionado o secretário Edelson Penaforth Pinto.

Com a participação dos munícipios de Amaturá, São Paulo de Olivença e Santo Antônio do Içá, a jornada estabeleceu metas para a melhoria do processo da aprendizagem em todas as modalidades de ensino, visando alcançar bons resultados para este ano.

Palestras, oficinas, Apresentação Cultural e muito mais…

A programação ficou assim: Palestra com a Professora Mestra Cleuza Rodrigues Repulho – Fundação Lemann; Construção do PPP; Apresentação Cultural; Oficina Letramento Digital; Oficina com os professres da Educação Infantil, na Unidade Municipal de Educação Infantil Elielza Araújo Martins (Rua Avenida Brasil) – Formadora Professra Especialista Maria Excelsa Nogueira de Souza Seixas; Oficina com os professores do Ensino Fundamental Séries Iniciais, na Sagrada Família (Rua São Francisco) – Formadoras: Professra Especialista Brígida Queiroz Menezes da Silva e Professora Doutoranda Tatiana Del Pilar Barros Rivera; Oficina com os professores do Ensino Fundamental Séries Finais, na Escola Municipal Suzana Alborado (Rua Augusto Malheiros) – Formadora: Professora Doutora Cássia Maria Bezerra do Nascimento e Professor Mestre Davi Grijó Cavalcante; Oficina com os professores da Educação de Jovens e Adultos – EJA, na Escola Municipal Octávio Amazonas (Rua Leopoldo Peres) – Formadores: Professor Mestrando Rauciele da Silva Cazuza; Oficina com os professores da Educação ìndigena, na Casa da Mãe Gestante (Rua da Saudade) – Formadora: Professora Mestra Kirna Karoline Vitor Gomez; Oficinas Pedagógicas; Apresentação do vídeo institucional da SEMEC/”Desafios, conquistas e perspectivas de uma Educação Pública e Social no chão de escola e Exposição dos resultados das atividades desenvolvidas nos grupos de trabalho.

A BNCC

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) aponta como um respiro para os profissionais da educação preocupados em oferecer um ensino de qualidade aos seus alunos.

Quando encerra o ano letivo, a equipe pedagógica de uma escola se reúne para discutir e estabelecer o que vai ser ensinado durante o próximo ano. Do outro lado, as pessoas que podem pagar por uma instituição vão atrás daquela que promete a melhor educação para os seus filhos, enquanto as que não têm as mesmas condições seguem preocupadas com o sucateamento da rede pública.

Pensando nisso, o MEC passou por um longo processo de elaboração da BNCC, em busca de um ensino justo, inclusivo e democrático. Entenda agora mesmo o que é esse documento e seu impacto nas escolas!

O que é a Base Nacional Comum Curricular e para que serve?

A Base Nacional Comum Curricular, ou BNCC, é um documento criado para conduzir o ensino das escolas brasileiras, desde a Educação Infantil até o Ensino Médio.

A BNCC não é um currículo pronto, com normativas exclusivas. Ela funciona como uma orientação aos objetivos de aprendizagem de cada etapa da formação escolar, sem ignorar as particularidades de cada escola no que diz respeito à metodologia e aos aspectos sociais e regionais.

Ou seja, cada instituição terá a liberdade de construir o seu currículo, utilizando as estratégias que julgam mais adequadas em seu projeto político pedagógico, desde que estejam sintonizados com a BNCC.

Todo e qualquer colégio tem a obrigação de cumprir as diretrizes estabelecidas no documento, que definem o que deve ser aprendido em cada etapa da educação de base de um cidadão brasileiro.

 

 

Fonte – Ascom

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta