Conheça a História da primeira fábrica de motos do mundo

Variedades

A primeira fábrica de motocicletas surgiu em 1894, na Alemanha, e se chamava Hildebrandt & Wolfmüller. No ano seguinte construíram a fábrica Stern e em 1896 apareceram a Bougery, na França, e o Excelsior, na Inglaterra. No início do século XX já existiam cerca de 43 fábricas espalhadas pela Europa. Muitas indústrias pequenas surgiram desde então e, já em 1910, existiam 394 empresas do ramo no mundo, 208 delas na Inglaterra. A maioria fechou por não resistir à concorrência. Nos Estados Unidos como primeiras fábricas – Columbia, Orient e Minneapolis – surgiram em 1900, chegando a 20 empresas em 1910.

Tamanha era uma concorrência que os fabricantes do mundo inteiro reconhecem a introdução de inovações e aperfeiçoamentos, cada um deles tentando ser mais original. Estavam motores disponíveis de um a cinco cilindros, de dois a quatro tempos. As suspensões foram aperfeiçoadas para oferecer maior conforto e segurança.

A fábrica alemã NSU já oferecia, em 1914, a suspensão traseira do tipo monochoque (usado até hoje). A Minneapollis inventou um sistema de suspensão dianteira que se generalizou na década de 50 e continua sendo usada, hoje mais aperfeiçoada. Mas a moto mais confortável existente em 1914 e durante toda a década de década a índia de 998cm3 que possuía braços oscilantes na suspensão traseira e partida elétrica, um requinte que só foi adotado pelas outras marcas recentemente.

Em 1923 a motocicleta inglesa Douglas já utilizava os freios a disco em provas de velocidade. Porém, foi nos motores que se observou a maior evolução, a tecnologia alcançando níveis jamais imaginados. Apenas como comparação, necessária a adição de mais 260 motores iguais ao da primeira motocicleta para obter uma potência equivalente a uma moto moderna de mil cilindradas.

Após a Segunda Grande Guerra, observou-se uma invasão progressiva das máquinas japonesas no mercado mundial. Fabricando motos com alta tecnologia, design moderno, motor potente e leve, confortáveis ​​e baratas, o Japão causou o fechamento de fábricas no mundo inteiro. Nos EUA só restou uma tradicional Harley-Davidson. Mas hoje o mercado está equilibrado e com espaço para todo mundo.

 

 

Fonte – Moto in Giro

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta