No Amazonas, Governo Federal conclui construção da IP4 no município de Maués

Variedades

O Governo Federal finalizou a construção da Instalação Portuária Pública de Pequeno Porte (IP4) no município de Maués, no estado do Amazonas. O novo porto garante operações na região durante todo o ano, mesmo com variação do nível da água. A instalação portuária contribui para a melhoraria da qualidade de vida da população e para o desenvolvimento econômico das cidades no interior do estado do Amazonas.

“As IP4, que funcionam como portos para pequenas e médias embarcações, são estruturas fundamentais para prover municípios que ficam às margens dos rios, as comunidades ribeirinhas, e que dependem exclusivamente do transporte hidroviário. Em Maués, a IP4 será fundamental para o transporte de cargas e passageiros, além de promover mais segurança e acesso da população à educação, à assistência médica e à geração de emprego e renda”, afirmou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas.

Após 10 anos entre paralisações e reinício da obra, a nova IP4 foi entregue para população por meio de um convênio do DNIT, Ministério da Infraestrutura, Governo Federal e a Prefeitura de Maués que concluíram a obra. As equipes do DNIT trabalharam junto à Marinha do Brasil e ao IPAAM (Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas) na obtenção da licença para que a IP4 possa operar normalmente. A construção da nova instalação portuária representa um investimento de mais de R$ 8,6 milhões.

Com a construção do porto, o município de Maués será integrado à hidrovia do Solimões/Amazonas. O rio Solimões se estende de Tabatinga/AM a Manaus/AM, tendo aproximadamente 1.600 quilômetros de extensão, e o rio Amazonas, que vai de Manaus/AM a Belém/PA, chega a 1.650 quilômetros. É uma via de extrema importância, pois, além das grandes cidades existentes às suas margens, ainda é a confluência de outros cursos de água navegáveis, tais como o rio Madeira e rio Tocantins.

SNV – As Instalações Portuárias Públicas de Pequeno Porte (IP4’s) são construídas pelo DNIT. Essas instalações têm que satisfazer requisitos de eficiência, segurança, atendimento ao interesse público, conforto e preservação do meio ambiente. Além disso, precisam constar no Sistema Nacional de Viação (SNV), operar exclusivamente com embarcações de navegação interior e estar fora da poligonal do porto organizado.

 

Fonte – Ministério da Infraestrutura

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta