Farmácias convencionais ou populares – Qual a melhor opção de negócio?

Variedades

Existem muito modelos de farmácias no país, mas duas que se destacam no mercado são as convencionais e as populares. Muito se debate sobre qual modelo proporciona maior retorno, mas, os resultados das lojas ligadas à administradora de redes de farmácias Farmarcas estão surpreendendo o mercado e mostrando que independentemente do modelo da farmácia, o grande diferencial para o sucesso é a gestão das lojas.

As lojas associadas à Farmarcas atuam com dois modelos de lojas: convencionais e populares, que possuem estratégias diferentes para a conquista do público, mas os resultados são muito parecidos e melhores que o mercado.

Em um comparativo, o varejo farmacêutico apresentou um crescimento de 15,63% em 2020. Já as lojas das redes convencionais cresceram 25,45% no mesmo período e as populares 32,49%.

“É claro que antes da abertura de uma loja é preciso ter bem claro o modelo que deseja aderir, conhecendo bem o público que deseja trabalhar e ter estratégias bem definidas para o sucesso. Contudo, isso feito, o grande diferencial para o sucesso é a gestão, tendo capacitação e ferramentas adequadas para o desenvolvimento do negócio”, explica Edison Tamascia, presidente da Farmarcas.

Entenda os modelos

O que na Farmarcas é chamado de “modelo convencional” (ou tradicional, pelo mercado) é a farmácia que possui uma alta competitividade em preços, mas que também oferece um atendimento diferenciado ao cliente com uma prestação de serviços mais efetiva. Estes serviços podem ser desde um horário de atendimento mais estendido até um trabalho de atenção farmacêutica mais abrangente.

Na Farmarcas são atualmente oito redes nesse modelo – AC Farma, Bigfort, Entrefarma, Farma 100, Farmavale, Maestra, Mais Farma e Megapharma. Juntas elas somam 377 lojas.

Já as drogarias do “modelo popular” são lojas com um padrão de layoutização mais chamativo, com destaque para a grande quantidade de produtos com preços baixos. O empresário é orientado a trabalhar para ser reconhecido como a farmácia mais barata da região e a oferta de serviços é mais restrita. São três as redes nesse modelo associadas à administradora: Maxi Popular, Super Popular e Ultra Popular, que possuem somadas 929 lojas.

O que realmente faz a diferença

Mas, como justificar que opções distintas apresentem resultados tão próximos? “Não existe fórmula mágica, focamos nosso trabalho em criar soluções que realmente agreguem na busca de uma gestão ideal. Além disso, o empresário conta com uma equipe especializada que o orienta em todas as etapas do processo administrativo do seu negócio de ponta a ponta, comprando melhor, administrando com efetividade e vendendo mais”, aponta Edison Tamascia.

Essa atuação busca contemplar as mais variadas necessidades de uma loja, como por exemplo:

• » análise do ponto comercial escolhido pelo associado;

• » consultoria em questões burocráticas para a abertura da empresa;

• » projeto de layout para montagem da loja conforme a identidade da rede de farmácia;

• » orientação para os primeiros pedidos junto aos fornecedores;

• » acompanhamento dos indicadores da farmácia.

Esses são apenas algumas das ações criadas para o sucesso das lojas. Importante entender que cada departamento da Farmarcas utiliza sistemas, ferramentas e conhecimentos técnicos com base nas últimas inovações no varejo farmacêutico para alcançar os objetivos individuais dos associados e também de todo o grupo.

 

 

Fonte – Ascom

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta