Criação da Rota Internacional da Amazônia é defendida em Manaus

Variedades

A programação do 5º Encontro das Cidades Históricas, Turísticas e Patrimônio Mundial foi retomada com a apresentação do Projeto Rota Internacional “Amazônia Mundo Natural”. O presidente da Organização das Cidades Brasileiras Patrimônio Mundial (OCBPM) e consultor da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Mário Nascimento, conduziu o painel e detalhou as ações que as cidades de países amazônicos podem adotar para ampliar o Turismo nesses locais.

Nascimento informou que os Municípios situados na área da Amazônia possuem potencial gigantesco para o Turismo e reforçou a importância dessa atividade para o incremento de renda. Ele apresentou um levantamento em que aponta que o Turismo impacta positivamente 52 segmentos da economia e que o retorno do investimento nessa área chega dez vezes mais do valor inicial.

Diante disso, o palestrante elencou os desafios da região Amazônica e também defendeu a criação da rota internacional integrada de Turismo nessa localidade. O projeto integraria países sul americanos com floresta amazônica em seus territórios e teria como objetivos diversificar a economia dos Municípios, promover o desenvolvimento econômico sustentável, fortalecer e promover novas possibilidades de aumento de renda nas pequenas propriedades rurais e criar novas estratégias da produção sustentável associada ao Turismo, além de fortalecer as fronteiras. “São grandes ações que podem trazer resultados positivos para os Municípios e integrar os povos”, disse.

Parcerias

Nascimento explicou que existem ações nas esferas federal, estadual e até internacionais como alternativa para viabilizar esse projeto. Para ele, os gestores precisam buscar orientações em órgãos como o Ministério do Turismo e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). “São parceiros que podem ajudar a concretizar esses projetos”, explicou. O 5º Encontro das Cidades Históricas, Turísticas e Patrimônio Mundial tem o patrocínio da Caixa e apoio institucional do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Outros apoiadores do evento são a Associação Amazonense de Municípios (AAM), a Associação dos Municípios do Acre (Amac), a Associação dos Municípios do Estado do Amapá (Ameap), a Associação dos Municípios de Roraima (AMR), a Associação Rondoniense de Municípios (Arom), a Associação Tocantinense de Municípios (ATM) e a Federação das Associações de Municípios do Estado do Pará (Famep).

 

Fonte – CNM

Foto – Divulgação