Eventos regionais em Autazes fortacem setor primário que pode ser consolidado como alternativa econômica

Variedades

Após a realização da 23ª Festa do Leite e da 22ª Feira Agropecuária, que encerrou no último final de semana em Autazes (a 108 km), gestores que estiveram à frente dos eventos avaliam que o setor primário foi o grande beneficiado, saindo fortalecido e mostrando que vale à pena investir no segmento como alternativa econômica para o estado do Amazonas.

O prefeito de Autazes, Andreson Cavalcante (sem partido), ao lado do vice, Marcelo Tupinambá (PSDB), conseguiram um marco importante na gestão, ao resgatarem os dois eventos de maior fomento à economia na região, que não eram realizados há três anos. Em entrevista, o vice-governador Carlos Almeida (PRTB), presente representando o governador Wilson Lima (PSC), que estava em agenda fora do estado, mostrou surpresa com a amplitude do evento e revelou alguns direcionamentos do Executivo.

“É o início de um trabalho que é o desejo do nosso governador Wilson Lima. Há uma necessidade de reforço para o setor primário em todos os municípios, e nós temos aqui o setor primário todo envolvido. Isso é essencial porque a política que nós queremos implementar é uma política de fomento, queremos injetar recursos para que todos os municípios possam não só andar com as próprias pernas, como também propiciar o desenvolvimento de riquezas que são importantes para o fortalecimento. O setor primário será a nossa grande alternativa”, disse Almeida.

O governo do estado foi o principal parceiro da Prefeitura de Autazes na realização do evento, envolvendo todo o Sistema Sepror. O prefeito Andreson Cavalcante, comentou a importância do apoio a um setor que norteia a economia do interior do estado.

“Fundamental a presença do governo do estado, apoiando, incentivando, acreditando no potencial de Autazes, da bacia leiteira, que gera emprego e renda, trazendo dignidade ao homem do campo. Tô muito contente com todo o sistema Sepror, um trabalho a muitas mãos de resgate, de fortalecimento do setor primário e oportunidade de discutir entraves para que a gente possa encontrar o melhor caminho, um diálogo muito aberto, com os entes do governo do estado, do governo federal e municipal, unidos pelo fortalecimento do setor primário do Amazonas e em especial, hoje, na cidade de Autazes”, disse o prefeito.

Outro apoio fundamental foi da Federação da Agricultura e Pecuária do Amazonas (Faea). O presidente, Muni Lourenço, falou de alguns entraves, e mostrou otimismo com o interesse do governo pelo setor.

“É um saldo positivo, o resgate de uma tradição que estava paralisada, voltando em grande estilo com a tradicional Festa do Leite, exposição agropecuária, negócios. Apesar das dificuldades com às exigências ambientais, tivemos a sinalização do governador em exercício, Carlos Almeida, de que vai ser resolvido na próxima semana para que outras exposições na sequencia possam ter a plenitude que se espera em termos de negócios e financiamentos. Aqui, presença maciça dos produtores e pecuaristas, mostrando a força da maior bacia leiteira do estado, que é a maior geradora de emprego e renda no município. O primeiro passo de um resgate que com certeza veio pra ficar”, afirma Lourenço.

O evento encerrou no último domingo (28), com a final e premiação do campeão do Rodeio, José Junior, filho de Autazes, e da Rainha do Leite, Luanna Fernandes.

 

Fonte – Ascom

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta