Instituto Mamirauá publica cartilhas sobre educação ambiental e manejo de recursos naturais

Variedades

Com o objetivo de fortalecer as ações de assessoria técnica em comunidades ribeirinhas de unidades de conservação da região do Médio Solimões, no Amazonas, o Instituto Mamirauá publicou três cartilhas educativas neste mês.

As publicações ilustram as atividades executadas pelos pesquisadores e técnicos do instituto e propõem boas práticas para a maior eficácia das propostas de educação ambiental, manejo de recursos naturais e gestão do território.

As cartilhas fazem parte do projeto Mamirauá: Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade em Unidades de Conservação (BioREC), com recursos do Fundo Amazônia, gerido pelo Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Para Isabel Soares de Souza, coordenadora do Programa Gestão Comunitária do Instituto Mamirauá, esse tipo de publicação é fundamental para reforçar o diálogo com as comunidades tradicionais assistidas pela instituição. “Procuramos elaborar as cartilhas com a linguagem utilizada por essas comunidades. Elas são baseadas em projetos que utilizaram ferramentas participativas para dialogar com comunitários”, explica.

Técnicas e ferramentas participativas para educação ambiental

A Educação Ambiental, quando pensada como uma ação educativa proposta a trabalhar com as dimensões sociais, econômicas, políticas e culturais, tem se potencializado como estratégica para a efetividade da gestão de áreas protegidas.

A estratégia é adotada pelo Instituto Mamirauá ao longo de seus 20 anos de atuação com moradores e usuários das reservas de desenvolvimento sustentável Amanã e Mamirauá, no Amazonas.

Com base nessa experiência, este guia foi organizado com informações sobre como trabalhar com a Educação Ambiental por meio de técnicas e ferramentas participativas. O guia propõe métodos, atividades e dinâmicas e orienta o educador ambiental para o desenvolvimento das atividades e a resolução de possíveis problemas.

A cartilha foi escrita por Claudia Barbosa, Claudioney Guimarães e Eliane Neves.

Fonte – Mamirauá

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta