Manutenção nas empresas é essencial para manter a produtividade

Variedades

A manutenção é um recurso amplamente utilizado por todas as pessoas. Em especial nas empresas, ela possui grande importância, uma vez que a falta dela pode fazer com que os equipamentos parem de funcionar repentinamente ou mesmo apresentem falhas. Isso pode implicar em perdas significativas na produção e, por isso, é preciso adotar um cronograma de atividades a serem realizadas periodicamente dentro das fábricas. O intuito dessa organização deve ser manter as máquinas funcionando perfeitamente para trazer segurança às operações. Além de evitar problemas futuros, a manutenção nas empresas garante melhor rendimento e redução de custos.

Para estabelecer ações de conservação, adequação, restauração ou prevenção de problemas, é preciso conhecer bem o equipamento e as devidas exigências dele para um bom desempenho. A partir disso, é interessante que sejam criadas estratégias e estabelecidas datas para trocar ou substituir os itens que o compõe. Embora alguns deles sejam pequenos e não pareçam ter grande relevância, são justamente esses que podem fazer com que a produção precise ser parada, causando prejuízo. Por isso, a atenção em cada detalhe é muito importante.

Deixar de realizar a manutenção nas empresas pode aumentar os gastos com peças de reposição, uma vez que elas precisarão ser trocadas com urgência e poderão durar menos do que aquelas que receberam reparos contínuos. Outro problema é o tempo perdido para resolver problemas, que pode ser evitado se as manutenções forem realizadas fora do horário de uso das máquinas. Além de que garantir a integridade dos funcionários, essa atitude também demonstra responsabilidade.

Um dos itens que poucas pessoas dão importância, mas que pode comprometer o funcionamento de diversos equipamentos é o contato elétrico. A Contato Comp , especialista em recuperação de contatos elétricos , explica que eles podem sofrer desgastes ou abrasão devido ao longo tempo de uso, o que é possível reverter com processos de metalurgia em pó. “A recuperação da peça é feita com a aplicação de pastilhas de prata sinterizadas e o acabamento com banho galvânico, conservando as características originais”, conta. A empresa também dispõe de serviços para empilhadeiras elétricas, oferecendo análise ou recuperação de porta-escovas e motores de tração, hidráulicos ou de direção.

Existem algumas categorias para classificar a manutenção nas empresas. A emergencial é aquela realizada quando surge um defeito que pode trazer riscos para funcionários ou para a confecção dos produtos. Ela requer um reparo imediato e geralmente com custo elevado. A próxima categoria é a dos que estão em estado crítico. Embora não estejam tão comprometidos quanto à emergencial, ainda precisam ser resolvidos o mais breve possível. A manutenção normal é aquela que não demanda nenhuma necessidade específica, considerada preventiva.

Depois de identificada a prioridade, é preciso adotar um cronograma e manter a manutenção nas empresas organizada. Para tanto, a primeira coisa a se fazer é mapear todo o patrimônio. Junto deles, é importante ter uma tabela com as datas das últimas manutenções. O momento em que esse reparo foi realizado e o estado em que o equipamento estava é preciso ser discriminado, pois reparos emergenciais podem não ser definitivos, por exemplo. Isso significa que no cronograma também deve constar manutenção planejada, envolvendo tudo o que foi resolvido de forma rápida e prevendo o que pode ser feito para que as peças tenham uma vida útil maior.

Fonte – Mundo do Marketing

Foto – Divulgação