Sistema Sepror do Amazonas recebe certificação internacional livre de febre aftosa

Variedades

O secretário de Produção Rural, José Aparecido, e o diretor-presidente da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf), Sérgio Muniz, embarcaram, no sábado (19/05), com destino a Paris (França), onde representarão o Governo do Estado na 86ª Sessão Geral da Assembleia Mundial da Organização Internacional de Saúde Animal (OIE). Na capital francesa, os secretários receberão o certificado internacional do Amazonas Livre de Febre Aftosa com Vacinação durante o evento que ocorrerá entre os dias 20 e 25 deste mês.

Em dezembro do ano passado, o governo do Amazonas, recebeu do Ministério da Agricultura o certificado nacional de livre de febre aftosa com vacinação. A certificação internacional se deu pelo cumprimento dos compromissos, diante das exigências impostas pelo ministério. O reconhecimento para o Amazonas garantiu o aumento e a valorização da arroba do boi e do litro de leite em até 30%, além de abrir as portas para a comercialização de animais e de subprodutos para outros estados e países.

A partir da certificação internacional, novos investidores poderão desembarcar no estado para explorar a pecuária amazonense. “Isso significa que um frigorifico, uma indústria que antes não se instalava no Amazonas porque não tinha como comercializar o produto agropeucárico amazonense, já pode vir, agregar esses valores, vender a carga amazonense com selo do Amazonas”, destacou Aparecido, ressaltando a importação da certificação para a economia local. “Nós não estávamos no contexto da pecuária nacional e internacional. Agora, isso nos dá a possibilidade de alancarmos vários negócios no Brasil ou fora do Brasil”, completou.

O diretor-presidente da Adaf, Sérgio Muniz, ressaltou que há 60 anos o Brasil tentava a certificação internacional. “É um momento muito importante para a pecuária amazonense, brasileira, que nós a partir de agora vamos acessar mercados internacionais. A gente estava há 60 anos tentando o Brasil livre de aftosa. E os três que faltavam foram o Amazonas, Roraima e Amapá”, disse.

Acompanharam a comitiva ainda o Superintendente de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Amazonas, Guilherme Pessoa, e o presidente da Federação de Agricultura e Pecuária no Estado do Amazonas (Faea), Muni Lourenço.

Comemoração – Possuindo um rebanho de 1.305.977 bovídeos (bovinos e bubalinos) e 17.734 produtores envolvidos com o Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA), do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), coordenado pela Agencia de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado (ADAF), órgão integrante do Sistema Sepror, os pecuaristas do Amazonas comemoram a certificação internacional.

“Vai beneficiar cada vez mais a pecuária e vai dá valor ao que já é produzido no Estado do Amazonas e a garantia de que os consumidores amazonenses vão consumir uma carne livre febre de aftosa. É um novo nicho de mercado onde vamos poder exportar não só para dentro do Amazonas, mas para outros estados”, comentou o pecuarista Maurício Lira, da região metropolitana de Manaus.

Cultura – Um grupo de representantes dos bois Garantido e Caprichoso também embarcou para Paris para representar o estado no evento internacional. Os cantores Leonardo Castelo (Garantido), Luciano Brasil (Caprichoso) e Zezinho Correa, da Banda Carrapicho, vão se apresentar para os congressistas de todo o mundo que irão participar da sessão solene da OIE.

Para o vocalista Zezinho Correa, que ficou conhecido mundialmente pelo sucesso do “Tic, Tic, Tac”, representar o estado num evento que vai credenciar o Amazonas com a certificação internacional é uma honra, sobretudo para a difusão da cultura local.

“Parabenizar toda a equipe, o governador por reconhecer a importância deste estado, que é no mundo inteiro, onde os olhos, as curiosidades estão sempre presentes nas coisas que existem nesta riqueza que é puramente nossa. E acreditar que o turismo é uma mola que só vem beneficiar o progresso do próprio estado. A gente vè que essa porta que foi aberta pro mundo com a música está mais uma vez sendo representada pelo Amazonas num momento tão importante para o mundo”, destacou o artista.

 

Fonte – Secom

Deixe uma resposta