A Amazônia não tem solução fora da ciência e tecnologia, afirma deputado do AM

Variedades

O deputado Serafim Corrêa (PSB) disse que a Amazônia não tem solução fora da ciência e tecnologia. A afirmação foi feita durante lançamento do Programa Centelha, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), nesta terça-feira (27), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

“A Amazônia não tem solução fora da ciência e tecnologia. Esta é uma lição que deveríamos ter aprendido há mais de 100 anos com os ingleses. Nós dominávamos a borracha no mundo. Os ingleses vieram aqui, levaram as sementes da seringueira para Londres, estudaram, modificaram geneticamente e levaram para a Malásia, onde o clima era propício para a seringueira e plantaram a seringueira em linha. Com a ciência, tecnologia e inovação eles tiveram ganhos de produtividade muito grande”, explicou Serafim.

Para o gerente da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Marcelo Camargo, a inovação traz riscos e continuidade das ações. “A inovação só se concretiza quando há a captação de ideias colocadas no mercado de trabalho, ou seja, em empreendedorismo inovador e de sucesso. Centelha é um programa de entrada para outros projetos maiores como o Tecnova 1 e o Tecnova 2”, disse.

A presidente da Fapeam, Márcia Perales, destacou que o trabalho em equipe é muito importante para a pesquisa e desenvolvimento da ciência. “As parcerias são muito importantes. A ciência exerce uma influência enorme em nossa vida cotidiana. Medicamentos, transporte, sistemas de comunicações, satélites, etc., são frutos de avanços da ciência e de pesquisa. Nenhum de nós vai abrir mão desses avanços. Os impactos dos conhecimentos científicos são da humanidade”, disse Perales.

 

Fonte – Ascom

Foto – Divulgação

Deixe uma resposta